MINHA VIDA

remar

Eu tinha o costume de sempre me maquiar antes de sair de casa,de me importar em combinar peças de roupa e escolher os melhores acessórios.Eu adorava futebol,gostava de ir aos jogos e sentir a emoção da torcida,eu gostava de jogar conversa fora numa mesa de bar e fazer novos amigos,eu me animava com shows,festas e até mesmo algumas reuniões casuais.Eu gostava de viver,de poder sentir a brisa soprar em direção ao meu rosto,de andar por ai despreocupada com os acontecimentos ao meu redor,gostava de por meu salto alto preferido e sair de casa me sentindo uma mulher,mesmo ainda sendo uma menina.Mas como a vida é dividida em fases,posso dizer que essa foi só mais uma,passou e parte de quem eu era ficou pra trás. Hoje eu mal sei o que é escovar meu cabelo,faço uma maquiagem mais elaborada só quando estou com muita vontade e tem dias que eu saio corajosamente de cara lavada por ai.Nem jogos de futebol eu assisto mais,bares e festas já não fazem mais diferença,eu ando por ai insegura,com medo de pisar em falso e ficar no chão pra sempre.Agora,salto alto pra mim só é bonito em revista,um chinelo e uma sapatilha me dão o conforto que preciso.Inverti a lista de prioridades que tenho na vida,tirei e coloquei pessoas nela,arranjei um abraço que me conforta e descobri que não há nenhum lugar melhor no mundo do que a minha casa .Cresci,amadureci e entendi que felicidade não é algo pra ser exposto numa vitrine pra quem quiser ver,e que isso não se limita a coisas tão banais como farras com os amigos e litros de vodka.Felicidade é algo que vai muito além disso,e geralmente ela está presente nas coisas mais simples,como em gestos carinhosos e olhares protetores.Minha vida que antes era um jets ski,hoje é um barquinho simples onde eu aprendi a remar sozinha e com muita calma.